30.7.09


O Dia dos Pais é comemorado em muitos países, mas não em todos eles. E em cada língua a palavra Pai é escrita de uma maneira diferente, e em alguns línguas a palavra chega a ficar inreconhecivel.
Agora se você quer prestar aquela homenagem para seu pai, ou então, fazer uma linda carta, mensagem, poesia ou cartão, o interessante é que você escreva no final dela, Pai em diversas, ou melhor, diferentes línguas, ou pelo menos, nos principais idiomas do mundo. Por isso, aqui no Dia dos Pais 2009, você vê algumas traduções da palavra Pai.
Veja como se escreve a palavra Pai em outras 8 línguas:
Pai em Inglês: FatherPai em Espanhol: PadrePai em Frances: PèrePai em Alemão: VaterPai em Italiano: PadrePai em Holandês: VaderPai em Russo: ОтецPai em Norueguês: Far
Poema Dia dos Pais
Pensei que fosse fácil fazer-te um poema, papai.Mas vejo que tua vida é um poema difícil,que a gente não pode escrever.
Vejo os calos das mãos que contam histórias de enxadas,caminhando pelos campos; e histórias de chinelos,falando uma linguagem, que os filhos não entendem.
Vejo os calos dos joelhos, que contam histórias humildes de horas silenciosas, conversadas com Deus.Vejo as rugas da fronte que falam das rugas da alma como sulcos da terra que as chuvas abriram.
Vejo os pés cansados, rasgados por espinhos, que a gente não vê.Vejo o calor brilhante do coração que sempre nos ama, quando ainda não sabíamos amar.Eu me lembro de um pai, que dorme de olhos abertos pensando no filho, que não abre os olhos.
Lembro-me de um pai,Que varre o lixo das ruas,Pensando no lixo das casas,Que não pode varrer.
Lembro-me de um pai,Que bebe suas mágoas na garrafa,Pensando matar as mágoas da vida.
Lembro-me de papai:É difícil fazer um poema para ti,Que vives o poema mais lindo.
Afonso Ritter

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoro ler seu comentário! Beijos!

Eu sou Lúcia Martinelli

Minha foto

Eu sou Lúcia Martinelli, nasci em 28.06. Sou filha de Cândido Martinelli e Maria Grando, estudei em Passo Fundo RS, nas escolas Alfredo Pujol, Notre Dame, Joaquim Fagundes dos Reis e Cursei o 2º grau no Colégio Bom Conselho e o ensino superior na Universidade de Passo Fundo e fiz Pós –Graduação em Alfabetização Construtivista na UPF com o GEEMPA e conclui 1989. Hoje moro em Balneário Camboriú e estou fazendo todas as leituras que gostaria de ter feito e não tinha tempo para faze-las. Estou amando!

 

Trabalhei na Faculdade de Odontologia da UPF e fui secretária e auxiliar odontológico.

Exerci a função do magistério na rede particular de ensino, no Colégio Notre Dame por onde me aposentei e na rede municipal nas escolas Vidal Colussi, Fundação Educacional do Menor, UPF em Assessoramento Construtivista, Notre Dame Municipal e Antonino Xavier, onde me aposentei. Aleluia!!!

Trabalhei em turmas pela ordem dos acontecimentos: multiseriada (de pré a 4ª série) todos na mesma sala, Jardim, Pré, 1ª série, 2ª série, 2º ano, 3ª série, 4ª série, 5ª série e 1º ano do 2º grau.

Sou professora por opção porque adoro o ato de ensinar e aprender, o convivio com as crianças sentir a mundança e o crescimento acontecendo no dia a dia, ser o elo mediador entre aluno e conhecimento desafiando e apoiando para que o processo de aprendizagem aconteça o mais rápido possível. A experiência da alfabetização é algo indiscritível, só experimentando para saber a delicia da magia que é “o ver acontecer”.

 

A educação é um processo contínuo que toma o homem sobre sua responsabilidade desde a infância até a morte.

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI
ATIVIDADES E PROJETOS