15.7.09

OS TRÊS PORQUINHOS


Os Três Porquinhos - Atual
Era uma vez três porquinhos que viviam juntos, unidos pelo respeito mútuo, e em harmonia com o meio ambiente. Usando materiais nativas daquela região, cada um deles construiu uma linda casa. Um porquinho construiu a casa de palha, outro uma casa de madeira, e o terceiro uma casa com tijolos feitos com fibras naturais e rampas para deficientes físicos na calçada. Quando terminaram os porquinhos ficaram satisfeitos com o seu trabalho e instalaram-se para viver em paz e autonomia. Um dia lá se veio um lobo com idéias expansionistas. Viu os porquinhos e ficou faminto. Quando os porquinhos viram o lobo correram para a casa de palha. O lobo disfarçou-se de entregador de pizzas e tocou a campainha. Quando os porquinhos abriram a porta o lobo anunciou: "É a pizza!"Mas os porquinhos responderam: " Não comemos pizzas. Pizzas são gordurosas e têm muito amido, o que vai contra qualquer dieta saudável.""Mas é pizza diet!" retrucou o lobo. Revoltados com a propaganda enganosa, os porquinhos bateram a porta na cara do lobo, que, enfurecido, gritou: "Porquinhos, porquinhos, deixem-me entrar!" E os porquinhos responderam: "A sua tática de ataque não mete medo a porquinhos que defendem o seu lar e a sua cultura." Mas o lobo não desejava frustrar o que considerava ser seu destino manifesto. E assim ele soprou e bufou e pôs abaixo a casa de palha. Os porquinhos, aterrorizados, correram para a casa de madeira, com o lobo logo atrás deles. No lugar da casa de palha, outros lobos compraram a terra e iniciaram uma plantação de bananas, usando indiscriminadamente pesticidas e fertilizantes químicos. Na casa de madeira, o lobo esmurrou a porta e gritou: "Porquinhos, porquinhos deixem-me entrar!"E os porquinhos responderam: "Vá para o inferno, seu opressor carnívoro, seu imperialista!" Ouvindo isto o lobo sorriu e pensou: "Eles são tão infantis. É uma pena que tenham que morrer, mas não se pode deter o progresso". E assim o lobo pôs abaixo a casa de madeira. Os porquinhos correram para a casa de tijolos. No lugar da casa de madeira, outros lobos construíram um complexo turístico de trinta andares, desrespeitando a área protegida da região. Na casa de tijolos, o lobo novamente gritou: "Porquinhos, deixem-me entrar!"Desta vez, como resposta, os três cantaram canções de solidariedade e enviaram cartas de protesto às Nações Unidas. Nesta altura, o lobo estava zangado com a recusa dos porquinhos em encarar o problema pelo ponto de vista de um carnívoro. Então, ele soprou, soprou e bufou, até que segurou o peito e caiu fulminado com um enfarte causado por colesterol alto, vida sedentária e excesso de cigarros. Os três porquinhos rejubilaram, pois a justiça triunfara, e dançaram em volta do corpo do lobo. O próximo passo foi libertar o território ocupado. Reuniram porquinhos que tinham sido expulsos das suas terras e, juntos, exigiram a intervenção do exército que cercou o local e, sem o uso da força, invadir lares, ou desrespeitar os direitos dos lobos trabalhadores, acabou com o crime organizado. Os porquinhos estabeleceram uma social-democracia modelo com educação gratuita, seguro de saúde para todos e, é claro, financiamento da casa própria.
Filme: OS TRÊS PORQUINHOS

1.Compare as duas histórias: Qual delas você achou mais interessante?
2.Que elementos modernos aparecem numa história e não na outra?
3.A linguagem utilizada nos dois textos são iguais? Qual delas é de mais fácil entendimento?
4.Os personagens são pessoas ou animais?
5.Quem são os personagens principais e secundários?
6.O que identifica o texto como conto?
7.O que você achou da atitude da mãe dos porquinhos quando ela divide suas economias entre os três, para que tenham responsabilidade e vão morar sozinhos?
8.Você sabe como se chamam Os Três Porquinhos?
9.A história é urbana ou rural?
10.Por que eles usaram materiais diferentes para a construção das casas?
11.Quem são os personagens do bem? E os do mal?
12.Quem se deu melhor?
13.Sublinhe no texto, palavras que você não conhece:
14.O diálogo do texto acontece entre quais os personagens?
15.Copie o diálogo em que o lobo mente para os porquinhos:
16.O que você acha da mentira? Já mentiu alguma vez?

17.Assinale o melhor final para o lobo na sua opinião:
( ) Nesta altura, o lobo estava zangado com a recusa dos porquinhos em encarar o problema pelo ponto de vista de um carnívoro. Então, ele soprou, soprou e bufou, até que segurou o peito e caiu fulminado com um enfarte causado por colesterol alto, vida sedentária e excesso de cigarros.
( ) O lobo se jogou dentro da chaminé, na intenção de surpreender os porquinho entrando pela lareira. Foi quando ele caiu bem dentro do caldeirão de sopa fervendo. ___AUUUUUUU!- Uivou o lobo de dor, saiu correndo em disparada em direção à porta e nunca mais foi visto por aquelas terras.

18.Assinale o melhor final na sua opinião para Os Porquinhos:
( ) Os três porquinhos rejubilaram, pois a justiça triunfara, e dançaram em volta do corpo do lobo. O próximo passo foi libertar o território ocupado. Reuniram porquinhos que tinham sido expulsos das suas terras e, juntos, exigiram a intervenção do exército que cercou o local e, sem o uso da força, invadir lares, ou desrespeitar os direitos dos lobos trabalhadores, acabou com o crime organizado. Os porquinhos estabeleceram uma social-democracia modelo com educação gratuita, seguro de saúde para todos e, é claro, financiamento da casa própria.

( ) Os três porquinhos, pois, decidiram morar juntos daquele dia em diante. Os mais novos concordaram que precisavam trabalhar além de descansar e brincar. Pouco tempo depois, a mãe dos porquinhos não agüentando as saudades, foi morar com os filhos. Todos viveram felizes e em harmonia na linda casinha de tijolos.
19.Quem disse esta frase?"Vá para o inferno, seu opressor carnívoro, seu imperialista!" ..........................................

"Eles são tão infantis. É uma pena que tenham que morrer, mas não se pode deter o progresso". .....................

20.Copie o parágrafo em que os Porquinhos respondem para o Lobo por que eles não comem pizza, pinte os espaços e compare o número encontrado com os colegas:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoro ler seu comentário! Beijos!

Eu sou Lúcia Martinelli

Minha foto

Eu sou Lúcia Martinelli, nasci em 28.06. Sou filha de Cândido Martinelli e Maria Grando, estudei em Passo Fundo RS, nas escolas Alfredo Pujol, Notre Dame, Joaquim Fagundes dos Reis e Cursei o 2º grau no Colégio Bom Conselho e o ensino superior na Universidade de Passo Fundo e fiz Pós –Graduação em Alfabetização Construtivista na UPF com o GEEMPA e conclui 1989. Hoje moro em Balneário Camboriú e estou fazendo todas as leituras que gostaria de ter feito e não tinha tempo para faze-las. Estou amando!

 

Trabalhei na Faculdade de Odontologia da UPF e fui secretária e auxiliar odontológico.

Exerci a função do magistério na rede particular de ensino, no Colégio Notre Dame por onde me aposentei e na rede municipal nas escolas Vidal Colussi, Fundação Educacional do Menor, UPF em Assessoramento Construtivista, Notre Dame Municipal e Antonino Xavier, onde me aposentei. Aleluia!!!

Trabalhei em turmas pela ordem dos acontecimentos: multiseriada (de pré a 4ª série) todos na mesma sala, Jardim, Pré, 1ª série, 2ª série, 2º ano, 3ª série, 4ª série, 5ª série e 1º ano do 2º grau.

Sou professora por opção porque adoro o ato de ensinar e aprender, o convivio com as crianças sentir a mundança e o crescimento acontecendo no dia a dia, ser o elo mediador entre aluno e conhecimento desafiando e apoiando para que o processo de aprendizagem aconteça o mais rápido possível. A experiência da alfabetização é algo indiscritível, só experimentando para saber a delicia da magia que é “o ver acontecer”.

 

A educação é um processo contínuo que toma o homem sobre sua responsabilidade desde a infância até a morte.

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI
ATIVIDADES E PROJETOS