10.5.13

PROJETO A ZEBRINHA PREOCUPADA



ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL
2011




Professores

Cooredenadora

diretorA
JUSTIFICATIVA:
Este trabalho vem mostrar que o objetivo de educar se baseia em valores significa levar o aluno a refletir sobre sua própria conduta e a dos outros. Valores estes que precisam ser estimulados tais como: diálogo, justiça, respeito mútuo, amizade, solidariedade, tolerância: que os fará agir em prol do outro e em prol do bem comum. Neste trabalho busca-se desenvolver competência nas crianças, mostrando-lhes como é possível serem verdadeiros amigos, como aceitar e respeitar as diferenças do outro, como lidar com as adversidades de sentimentos. Por tanto se faz necessário que a escola e a família busquem e promovam um ambiente de aprendizagem constante para o educando, visando suas necessidades e seu total desenvolvimento.

PÚBLICO ALVO: 2º ano

DURAÇÃO: 15 dias

OBJETIVO GERAL:
O projeto “A Zebrinha Preocupada” tem como objetivo enriquecer a leitura/escrita durante o processo de alfabetização, bem como, melhorar a socialização valorizando as diferenças físicas e pessoais, estimulando o crescimento do aluno, regatando valores e o fortalecimento da auto-estima e a inclusão.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
*    Perceber que existem várias difernças: de cor, físicas, sociais e que devemos respeitá-las;
*    Desenvolver a capacidade de intervir, posicionar, julgar e modificar a história;
*    Estabelecer relações entre a realidade e a fantasia;
*    Produzir palavras, frases e textos coletivos;
*    Desenvolver atividades em todas as disciplinas que se relacionam com a história do livro “A Zebrinha Preocupada”;
*    Procurar informações e imagens;
*    Experimentar os vários usos da escrita;
*    Identificar características específicas de animais (girafa e zebra);
*    Identificar características de habitats da girafa e zebra em mapas;
*    Produzir, com vários materiais, produções artísticas baseadas na história trabalhada;
*    Imitar os movimentos corporais dos personagens;
*    Construir regras de convivência, fazendo-os pensar sobre o respeito que você tem sobre os outros e por si;
*    Identificar os números e quantidades;
*    Saber utilizar os números para resolução de problemas;
*    Reconhecer o uso dos números no contexto diário;
*    Construir as noções matemáticas, espaciais, de agrupamento e tamanho;
*    Identificação de algumas propriedades das formas geométricas;
*    Representação de formas geométricas;
*    Saber usar sinais =   < >;

SEQUÊNCIA DIDÁTICA

ATELIÊ DAS LETRAS
*                Leitura com exploração das imagens da história do livro;
*                Conto, interpretação e reconto da história do livro;
*                Leitura do livro no datashow;
*                Nomes e palavras relacionadas à história do livro;
*                Apresentação de imagens no computador sobre a Zebra e a Girafa;
*                Atividades com as famílias silábicas do titulo do livro;
*                Pintura das vogais do texto de verde;
*                Pinturas das palavras ZEBRA e GIRAFA;
*                Confecção de mural de palavras sobre diferentes sentimentos;
*                Construção de regras sociais;
*                Reconhecimento dos personagens da história do livro;
*                Localização geográfica e identificação de habitats de animais;
*                Tirar as impressões digitais numa folha para mostrar sua individualidade;
*                Depoimento dos alunos sobre o projeto.


ATELIÊ DOS NÚMEROS
*                Quantidade de animais de cada espécie;
*                Números e quantidades;
*                Noções matemáticas: espaciais, de agrupamento, de alto e baixo;
*                Jogo dos 7 erros;
*                Uso dos sinais de =   < >;
*                Noções matemáticas, espaciais, de agrupamento e tamanho;
*                Identificação de algumas propriedades das formas geométricas;
*                Representação de formas geométricas;
*                ATELIÊ DE ARTE E DO BRINQUEDO
*                Atividades usando A Língua Brasileira de Sinais (Libras);
*                Formas de animais, objetos e paisagens através de produção artística;
*                Trabalho com sons e músicas de animais;
*                Expressão corporal (imitação de animais);
*                Dramatização da história;
*                Brincadeiras e dinâmicas referentes à auto-estima;

AVALIAÇÃO:

Os alunos serão avaliados em todo o processo ensino-aprendizagem, no desenvolvimento das atividades, pela capacidade de resolução de problemas e identificação do tema através das atividades propostas.

Sistematização metacognitiva e metalinguística DOs ateliês:
 ALELIÊ DAS LETRAS:
Tema da aula: Diversidade
Gêneros Textuais: Fábula A Zebrinha Preocupada
Texto informativo: Curiosidade

PREPARAÇÃO DA TURMA: fazer questionamentos e comentários como:
• Olhe para os colegas, somos iguais ou cada um tem um jeito de ser?
• Quais são as nossas semelhanças?
• Em que somos diferentes?
• Eu devo procurar ser ou fazer o que os outros fazem? Por quê?
  Somente reconhecer que cada um diferente não é suficiente para vivermos em harmonia.
  É preciso respeitar essa diversidade e aceitá-la
  Observando isso, vamos ouvir uma história bem interessante sobre uma zebrinha que era    muito preocupada.
• Qual seria o motivo se sua preocupação? Será que a zebrinha aceitou ser diferente Vamos descobrir?
Inicia-se a leitura do texto dando ênfase as falas, expressões e comportamento de cada personagem da história.



1.Leitura do livro
a.APRESENTAÇÃO DO LIVRO DIGITALIZADO NO DATASHOW;

A Zebrinha Preocupada (TEXTO PARA OS ALUNOS)


 


Era uma vez uma Zebrinha listrada que vivia muito preocupada em uma savana.
Como todas as outras zebras que viviam por lá, esta Zebrinha também tinha listras pretas e listras brancas que pareciam um belo pijama.
Se não fosse por um pequeno detalhe, a Zebrinha não teria nem um problema: suas listras eram deitadas.
A Zebrinha ficava muito chateada.
Por onde passava todo mundo comentava:
- Lá vai ela, a Zebra de listras deitadas!
A Zebrinha ficava tão triste que chorava.
Até que um dia a Zebrinha, no meio de um passeio conheceu uma Girafa muito estranha.
Como todas as outras girafas que viviam por lá, esta também era amarela com pintas marrons.
Se não fosse um pequeno detalhe, a Girafa não seria estranha: suas pintas eram quadradas.
Conversa vai, conversa vem, e a Zebrinha disse para a amiga nova o que a incomodava:
- São todas estas listras deitadas!!!
- Tremenda besteira! Tremenda bobagem! – respondeu a Girafa. – Eu gosto muito de ser quadriculada!
- Ora bolas! Quer saber de uma coisa? Cansei de andar estressada. É isso mesmo, grande amiga Girafa! Em pé ou deitada, a posição da listra não é o que realmente interessa!
- Então, Zebrinha, vamos acabar logo com esta história e vamos brincar depressa! E assim a Zebrinha nunca mais viveU preocupada!
Era uma vez uma Zebrinha listrada que vivia muito preocupada em uma savana.
Como todas as outras zebras que viviam por lá, esta Zebrinha também tinha listras pretas e listras brancas que pareciam um belo pijama.
Se não fosse por um pequeno detalhe, a Zebrinha não teria nem um problema: suas listras eram deitadas.
A Zebrinha ficava muito chateada.
Por onde passava todo mundo comentava:
- Lá vai ela, a Zebra de listras deitadas!
A Zebrinha ficava tão triste que chorava.
Até que um dia a Zebrinha, no meio de um passeio conheceu uma Girafa muito estranha.
Como todas as outras girafas que viviam por lá, esta também era amarela com pintas marrons.
Se não fosse um pequeno detalhe, a Girafa não seria estranha: suas pintas eram quadradas.
Conversa vai, conversa vem, e a Zebrinha disse para a amiga nova o que a incomodava:
- São todas estas listras deitadas!!!
- Tremenda besteira! Tremenda bobagem! – respondeu a Girafa. – Eu gosto muito de ser quadriculada!
- Ora bolas! Quer saber de uma coisa? Cansei de andar estressada. É isso mesmo, grande amiga Girafa! Em pé ou deitada, a posição da listra não é o que realmente interessa!
- Então, Zebrinha, vamos acabar logo com esta história e vamos brincar depressa! E assim a Zebrinha nunca mais viveU preocupada!

2.EXPLORAÇÃO DO TEXTO E LEITURA:
a. Pinte no texto todas as letras vogais de verde:

b.Pinte de amarelo as palavras ZEBRA e GIRAFA toda vez que aparece no texto:

c.Quantas vezes aparece a palavra zebra no texto? .......

d.Quantas vezes aparece a palavra girafa no texto? .......

e.Circule duas palavras que iniciem com a letra do seu nome:

 

O KEVIN LEU O LIVRO TODINHO

3. Oralidade:
Após a leitura do texto a compreensão oral através de questionamentos tais como:

• Onde vivia a zebrinha listrada?
• A zebrinha vivia preocupada? Com o quê?
• Como eram suas listrinhas?
• Eram iguais às outras zebras?
• E nós, somos todos iguais? Em que somos diferentes?
• Como a zebrinha ficava quando os outros falavam dela?
• Você acha certo sair falando da aparência das pessoas? Por quê?
• Como a zebrinha conheceu a girafa?
• Onde as duas viviam?
• Em que a girafa se parecia com as outras girafas? E que elas se diferenciavam?
• A girafa e a zebrinha conversaram bastante. A que conclusão elas chegaram?
• A história teve um final legal? Por quê?
• Na história os personagens principais, embora sendo animais, realizam uma ação própria do ser humano. Que ação é essa?
• No final da história, é apresentado um ensinamento, uma lição que também pode ser chamada de moral. Que ensinamento é esse?
• Podemos dizer que a história da zebrinha é uma fábula? Por quê?
• As outras zebrinhas mesmo tendo suas listras no mesmo sentido, elas eram iguais umas das outras? Justifique.
• De que forma a girafa conseguiu ajudar a zebrinha?
• Em sua opinião, somente a aparência faz com que um ser seja diferente do outro?
• Se você fosse a zebrinha, como agiria se seus amigos ficassem rindo de você?
• Você já se sentiu diferente dos outros em algum momento? Explique.



5.Observe no mapa mundi:


6.Observe o Continente Africano e pinte o país originário da zebra e da girafa no mapa mundi:
 

Assistindo e lendo no datashow o livro A Zebrinha Preocupada

Após a leitura no datashow, fiz uma técnica “para que vou dar” era uma girafa de EVA com um pirulito. Um aluno pegou um e escolheu um colega para dar, quem recebeu deu um abraço, retirou outro pirulito e deu a outro colega. Assim sucessivamente...
 

 

 

O que me chamou atenção nesta técnica, foi reações bem diferentes entre as turmas.
O primeiro grupo que trabalhei foi a turma B. Expliquei como era o procedimento e foi iniciado a distribuição. Surpresa ... os que se abraçaram foi com uma certa distância, outros não abraçaram, apenas deram as mãos, as meninas entregaram para as meninas e os meninos para os meninos. Só no final que um menino teve que entregar para uma menina. No final todos vieram me abraçar beijar e agradecer.

O segundo grupo, a turma A, não tiveram problemas em abraçar, formam bem afetuosos entre si, meninas abraçaram meninos e vice versa com a maior naturalidade foi lindo! No final, não correram para mim, como fez o 1º grupo foram chupar o pirulito.
Na cesta enfeitada com girafas nas alças e uma zebrinha dentro, junto com os pirulitos. Ai ficou combinado que um por vez, todos levarão a zebra para casa para apresentar a sua família.
Eu vi que o Antonio estava querendo demais levar a zebra para casa e o escolhi para ser o primeiro a lavar. Aí um colega falou:
-Prô ele não tem família!
Então expliquei que ele iria apresentar para a zebrinha os amigos com quem ele divide a casa.
Na segunda-feira, outro levará... assim sucessivamente até o último aluno das duas turmas. No final, farei um sorteio entre as duas turmas.
OBS. O Antonio não trouxe a zebrinha de volta, ficou de trazer amanhã.


7.Confecção da família silábica do título e montar também em letras de EVA:

A

ZE
BRI
NHA

PRE
O
CU
PA
DA
E

ZA
BRA
NHE

PRA

CA
PE
DE
I

ZI
BRE
NHI

PRI

CO
PI
DI
O

ZO
BRO
NHO

PRO

QUE
PO
DO
U

ZU
BRU
NHU

PRU

QUI
PU
DU
ÃO

ZÃO
BÃO
NHÃO

PRÃO

CÃO
PÃO
DÃO

8.Desenhe objetos iniciados com as vogais:

A
E
I
O
U












9.Contorne de azul as sílabas:
ZA-ZE-ZI-ZO-ZU-ZAO
10.Pense e diga palavras que contenham estas sílabas:
Bra ....................................... 
Bre ......................................  
Bri .......................................
Bro ......................................
Bru ......................................

11.Pinte nas palavras as sílabas bra, bre, bri, bro,bru,brão:

BRASIL
BREGA
BRIGA
BROTO
BRUÇO
ABRÃO
12.COMPLETE OS DESENHOS COM AFAMÍLIA SÍLABICA DO C:
......SA



 ......RUJA

 .......IA

.......IJO


ES........LO

................

13.RECORTE E COLE PALAVAS COM DA, DE, DI, DO, DU, DÃO










14.APRESENTAÇÃO DE IMAGENS SOBRE A ZEBRA E A GIRAFA NO COMPUTADOR:

Procurando palavras com a família silábica da letra D:
Recortando
Colando
15.TEXTO INFORMATIVO sobre a zebra:



16.INFORMAÇÕES IMPORTANTES:
·        A zebra é um mamífero originário (nativo) do continente africano (região sul e central);
·        São animais herbívoros, ou seja, alimentam-se de plantas;
·        Possuem um comportamento pacato, porém, podem atacar quando estão em situação de risco;
·        Vivem em manadas (famílias) compostas por machos, fêmeas e filhotes;
·        São velozes, podendo atingir até 50 quilômetros por hora de velocidade;
·        Quando vão ficando velhas, as listras das zebras vão sumindo;
·        Fazem parte da mesma família dos cavalos, burros e asnos;
·        Os leões são os principais predadores das zebras nas savanas da África;
·        Uma zebra adulta pode pesar até 200 quilos;
·        A gestação da fêmea dura por volta de 360 dias. Em cada gestação, nasce apenas um filhote (os partos múltiplos são raros);
·        Uma zebra saudável pode viver, em média, de 25 a 30 anos.
·        A zebra é um animal mamífero equídeo natural da África central e do sul. Seu pelo consiste num conjunto de listras brancas e pretas que a ajudam a fugir de seu predador.
·        À noite, suas listras se confundem com a vegetação ajudando a escapar dos leões.
·        A zebra é um animal tranquilo, normalmente só ataca se for necessário defender-se. Vivem entre famílias: macho, fêmea e filhotes.
·        Sua pelagem é preta e branca, no sentido vertical. As cores vão escurecendo conforme vão ficando mais velhas e apesar de parecerem, uma nunca é igual a outra, é como se fosse nossa digital.
·        As zebras são um dos principais "pratos do cardápio" dos leões e esse é um dos motivos pelo qual sua coloração é preta e branca, pois o leão só consegue ver essas cores e dessa forma ela mistura-se a vegetação das savanas, sendo aos nossos olhos um destaque, porém para os leões, seus maiores caçadores, não.

1.NOME COMUM: ZEBRA
2.Comprimento: de 2 a 2,3 metros (animal adulto)
3.Altura: de 1,4 a 1,6 metros
4.Cor: listrada em marrom escuro e branco
5.Habitat: savanas africanas.
6.PESO: 200 kg
7.VIDA MÉDIA: 20 a 30 ano
8.GESTAÇÃO DE 1 ANO: 1 FILHOTE
9.PREDADOR: LEÕES
10.CURIOSIDADE: AS LISTAS VÃO SUMINDO COM A IDADE.
11.VELOCIDADE: 50 KM.
12.ALIMENTO: PLANTAS

17.ENCONTRE NO EMARANHADO O PERSONAGEM DA HISTÓRIA QUE VIVIA PREOCUPADA COM SUAS LISTAS HORIZONTAIS:
18.Complete a ficha da zebra:


1.NOME:

2.Comprimento:

3.Altura:

4.Cor:

5.Habitat:

6.PESO:

7.VIDA MÉDIA:

8.TEMPO DE GESTAÇÃO

9.PREDADOR:

10.VELOCIDADE:

11.ALIMENTO:


CONHECENDO A GIRAFA
19.Texto infromativo sobre a girafa: Curiosidades sobre as GIRAFAS!
 

A girafa é um animal caracterizado pelo seu enorme pescoço. Parece mentira, mas toda girafa tem o mesmo número de vértebras que o pescoço de um rato! A única diferença é que eles são alongados e bem maiores. Para se ter uma ideia comparativa, o pescoço dos pássaros tem 14 vértebras, o dobro do pescoço da girafa! O pescoço comprido e as enormes pernas conferem à girafa um movimento e uma elegância excepcionais, que a torna única.
——————————————————————————
É, atualmente, o animal mais alto do mundo chegando a medir 5,80m do chão ao topo de suas pretuberâncias, isto é, até a ponta dos cornos. Entretanto, a altura da girafa adulta pode variar bastante, em média de 4,0 até quase 6,0 metros. O macho é maior que a fêmea.
———————————————————————————–
Em consonância com o seu tamanho, as girafas têm um enorme coração que pode pesar até 11 quilogramas, com 60 centímetros de comprimento e 8 centímetros de espessura nas paredes. É o maior do mundo! É 43 vezes maior do que o coração do homem e precisa bater muito forte.
——————————————————————————
Uma das muitas coisas estranhas da girafa é que lhe falta a voz… Pois mesmo apresentando órgãos fonadores perfeitos, a girafa raramente emite sons. Foi sempre tão raro ouvir a voz da girafa que se supunha que ela fosse muda. Mas já se sabe que, mesmo silenciosas, elas podem produzir uma variedade de grunhidos, emitindo alguns sons breves, semelhantes a gemidos ou discretos gritos de chamada. Elas não possuem cordas, mas pregas vocais, como todos os animais. O som de uma girafa é grave e abafado…
——————————————————————————
Apesar do aspecto longilíneo, é, com o elefante e o rinoceronte negro, um dos mamíferos mais pesados do mundo. Pesa aproximadamente de 800 a 1.400 quilogramas. Um exemplar macho pode pesar mais de 1.000 kg. O intestino da girafa é espantosamente comprido: quase 80 metros! Com o decorrer dos anos as pintas da pele vão desbotando.
Definição da palavra girafa em português
Plural da palavra girafa – girafas
Classe gramatical – substantivo feminino
Separação das sílabas da palavra girafa – gi ra fa
A palavra girafa possui 6 letras
Composta de duas vogais – a i
e três consoantes – f g r
Girafa escrita ao contrário – afarig
Na numerologia girafa é o número 6
Anagrama da palavra girafa – grafia
Citação: “a girafa, calada, lá de cima vê tudo e não diz nada”,
Millôr Fernandes

20.Ilustre a frase e diga de quem é, e faça quadradinhos na girafa e listas horizontais na zebra:

- Ora bolas! Quer saber de uma coisa? Cansei de andar estressada. É isso mesmo, grande amiga Girafa! Em pé ou deitada, a posição da listra não é o que realmente interessa!





21.HISTÓRIA: Por que é que a girafa tem o pescoço comprido?

Há muito, muito tempo, a girafa era um animal igual aos outros, com um pescoço de tamanho normal. Houve então uma terrível seca. Os animais comeram toda a erva que havia, até mesmo as ervas secas e duras, e andavam quilómetros para ter água para beber.
Um dia, a Girafa encontrou o seu amigo Rinoceronte. Estava muito calor e ambos percorriam lentamente o caminho que levava ao bebedouro mais próximo e lamentavam-se.
- Ah, meu amigo - disse a Girafa, - vê só... Tantos animais a escavar o chão à procura de comida... Está tudo seco, mas as acácias mantêm-se verdes.
- Hum, hum - disse o Rinoceronte (que não era - e ainda não é - muito falador).
- Seria tão bom - disse a Girafa - poder chegar aos ramos mais altos, às folhas tenras. Há muita comida mas não conseguimos lá chegar porque não conseguimos subir às árvores.
O Rinoceronte olhou para cima e concordou, abanando a cabeça:
- Talvez devêssemos ir falar como o Feiticeiro. Ele é sábio e poderoso.
- Que bela ideia! - disse a Girafa. - Sabes onde fica a casa do Feiticeiro?
O Rinoceronte acenou afirmativamente e os dois amigos dirigiram-se para a casa do Feiticeiro após matarem a sede.
Depois de uma caminhada longa e cansativa, os dois chegaram a casa do Feiticeiro e explicaram-lhe ao que vinham.
Depois de os ouvir, o Feiticeiro deu uma gargalhada e disse:
- Isso é muito fácil. Voltem amanhã ao meio-dia e eu dar-vos-ei uma erva mágica. Ela fará com que os vossos pescoços e as vossas pernas cresçam. Assim, poderão comer as folhas tenras das acácias.
No dia seguinte, só a Girafa chegou à cabana na hora marcada. O Rinoceronte, que não era lá muito esperto, encontrou um tufo de erva ainda verde e ficou tão contente que se esqueceu do compromisso.
Cansado de esperar pelo Rinoceronte, o Feiticeiro deu a erva mágica à Girafa e desapareceu. A Girafa comeu sozinha uma dose preparada para dois. Sentiu imediatamente uma sensação estranha nas suas pernas e pescoço e viu que o chão estava a afastar-se rapidamente. “Que engraçado!” pensou a Girafa, fechando os olhos pois começava a sentir-se tonta.
Passado algum tempo abriu lentamente os olhos. Como o mundo tinha mudado! As nuvens estavam mais perto e ela conseguia ver longe, muito longe. A Girafa olhou para as suas longas pernas, moveu o seu pescoço longo e gracioso e sorriu. À sua frente estava uma acácia bem verdinha... A Girafa deu dois passos e comeu as suas primeiras folhas.

Após terminar a sua refeição, o Rinoceronte lembrou-se do compromisso e correu o mais depressa que pôde para a casa do Feiticeiro. Tarde demais! Quando lá chegou já a Girafa comia, regalada, as folhas da acácia.

Quando o feiticeiro lhe disse que já não havia mais ervas mágicas, o Rinoceronte ficou furioso, pois pensou que tinha sido enganado e não que fora o seu enorme atraso que o tinha prejudicado. Tão furioso ficou que perseguiu o Feiticeiro pela savana fora.

Diz-se que foi a partir desse dia que o Rinoceronte, zangado com as pessoas, as persegue sempre que vê uma perto de si.

22.ENCONTRE A PERSONAGEM QUE ERA FELIZ DO JEITO QUE ERA e pinte-A DA MESMA COR DO LIVRO:
23.Complete a ficha da girafa feliz:

1.NOME:

2.Comprimento:

3.Altura:

4.Cor:

5.Habitat:

6.PESO:

7.VIDA MÉDIA:

8.TEMPO DE GESTAÇÃO

9.PREDADOR:

10.VELOCIDADE:

11.ALIMENTO:

24.COPIE E ESCREVA PALAVRAS DO TEXTO COM O NÚMERO DE LETRAS INDICADO NA GIRAFA:
25.Faça  as suas impressões digitais na folha, MOSTRE QUE VOCÊ TAMBÉM É ÚNICO:
*    Colar junto com a frase:
Aprender a tirar lições das histórias é pré-requisito para se tornar um sábio. “











Igor
Luiz








4.Confecção de mural de palavras sobre diferentes sentimentos bons e maus.
Os bons escrevem no coração (dobradura de girafas), os maus, escreve fora:










PATAS  PERDIDAS

1.    COM  SEU  DEDO,  PERCORRA  O  CAMINHO  DE  CADA  ANIMAL  ATÉ  SUAS  PATAS.
2.    ESCOLHA  QUATRO  LÁPIS  DE  COR  DIFERENTES.
3.    TRACE  O  CAMINHO  DO  ANIMAL  ATÉ  AS  PATAS  COM  OS  LÁPIS  DE  COR,  SENDO  QUE  CADA  CAMINHO  DEVE  TER  UMA  COR  DIFERENTE.
4.    ESCREVA  O  NOME  DE  CADA  ANIMAL  NO  RETÂNGULO  CORRETO.
5.    PINTE  O  DESENHO.
 



27.Construção coletiva de regras sociais para o ano de 2011:












JACARÉ  -  GIRAFA  -  ZEBRA  -  LEÃO
 

MEUS DIREITOS






MEUS DEVERES














27.Leitura da poesia: DIVERSIDADE Autora: Tatiana Belinky





Um é feioso,
Outro é bonito
Um é certinho
Outro, esquisito

Um é magrelo
Outro é e gordinho
Um é castanho
Outro é ruivinho

Um é tranqüilo
Outro é nervoso
Um é birrento
Outro dengoso

Um é ligeiro
outro é mais lento
Um é branquelo
Outro sardento
Um é preguiçoso
Outro ,animado
Um é falante
Outro é calado

Um é molenga
Outro forçudo
Um é gaiato
Outro é sisudo

Um é moroso
Outro esperto
Um é fechado
Outro é aberto

Um carrancudo
Outro ,tristonho
Um divertido
Outro, enfadonho

Um é enfezado
Outro é pacato
Um é briguento
Outro é cordato
De pele clara
De pele escura
Um, fala branda
O outro, dura

Olho redondo
Olho puxado
Nariz pontudo
Ou arrebitado

Cabelo crespo
Cabelo liso
Dente de leite
Dente de siso

Um é menino
Outro é menina
(Pode ser grande
ou pequenina)

Um é bem jovem
Outro, de idade
Nada é defeito
Nem qualidade
Tudo é humano,
Bem diferente
Assim, assado
todos são gente

Cada um na sua
E não faz mal
Di-ver-si-da-de
É que é legal

Vamos, venhamos
Isto é um fato:
Tudo igualzinho
Ai ,como é chato


28.DIVIDIR A TURMA EM DOIS GRUPOS. O GRUPO DA ZEBRA E O GRUPO DA GIRAFA E NUMERAR DE 1 A 11 E CHAMAR AS DUPLAS PELO NÚMERO PARA IR AO QUADRO E A PROFESSORA DITA PALAVRAS DIFERENTES PARA SEREM ESCRITAS. QUEM ACERTAR FAZ PONTO PARA O GRUPO.


SERÁ VENCEDORA A EQUIPE QUE FIZER MAIS PONTOS:
Sistematização metacognitiva e metalinguística DO ALELIÊ DOS NÚMEROS:
Sistematização metacognitiva e metalinguística DO ALELIÊ DA ARTE E DO BRINQUEDO:
(apenas sugestão...)

DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS


Sou diferente de:
1) Meu/minha irmão/irmã ... porque...
2) Meu/minha colega ... porque...
3) Meu pai ... porque...
4) Minha mãe ... porque...
5) Meu/minha vizinho/a ... porque...
6) Meu/minha amigo/a ... porque ...
Sou parecido/a com:
1) Meu/minha irmão/irmã ... porque...
2) Meu/minha colega ... porque...
3) Meu pai ... porque...
4) Minha mãe ... porque...
5) Meu/minha vizinho/a ... porque...
6) Meu/minha amigo/a ... porque ...



MÚSICA: A MEDIDA QUE A MÚSICA FOR TOCANDO IR DESFILANDO COM AS CRIANÇAS E SEMPRE MOSTRANDO NO CARTAZ AS LETRINHAS E OS NÚMERAIS

Dona Girafa
Xuxa

Eu nunca vi um bicho com tanta elegância
Não perde a pose mesmo dentro de um pijama
No seu andar dona girafa é a mais bela
Até parece desfilar na passarela

Um belo dia teve festa na floresta
E a bicharada começou a reclamar
Pois no desfile deram 10 para a girafa
Deram 9 para zebra, e foi aquele bafafá
A dona ursa, que era dona da butique, levou 7
Deu chilique até a festa se acabar

Dona girafa, dona girafa
Quem é bonita sempre é muito invejada
Dona girafa, dona girafa
Quem tem inveja de você não ta com nada ( 2x )

Eu nunca vi um bicho com tanta elegância
Não perde a pose mesmo dentro de um pijama
No seu andar dona girafa é a mais bela
Até parece desfilar na passarela

Um belo dia teve festa na floresta
E a bicharada começou a reclamar
Pois no desfile deram 10 para a girafa
Deram 9 para zebra, e foi aquele bafafá
A dona ursa, que era dona da butique, levou 7
Deu chilique até a festa acabar

Dona girafa, dona girafa
Quem é bonita sempre é muito invejada
Dona girafa, dona girafa

Quem tem inveja de você não ta com nada ( 2x )


DEPOIMENTO DOS ALUNOS SOBRE O PROJETO:
Gostei de ......
..................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
Não gostei de ...
............................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

ANEXO ATIVIDADES DOS ALUNOS:


















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoro ler seu comentário! Beijos!

Eu sou Lúcia Martinelli

Minha foto

Eu sou Lúcia Martinelli, nasci em 28.06. Sou filha de Cândido Martinelli e Maria Grando, estudei em Passo Fundo RS, nas escolas Alfredo Pujol, Notre Dame, Joaquim Fagundes dos Reis e Cursei o 2º grau no Colégio Bom Conselho e o ensino superior na Universidade de Passo Fundo e fiz Pós –Graduação em Alfabetização Construtivista na UPF com o GEEMPA e conclui 1989. Hoje moro em Balneário Camboriú e estou fazendo todas as leituras que gostaria de ter feito e não tinha tempo para faze-las. Estou amando!

 

Trabalhei na Faculdade de Odontologia da UPF e fui secretária e auxiliar odontológico.

Exerci a função do magistério na rede particular de ensino, no Colégio Notre Dame por onde me aposentei e na rede municipal nas escolas Vidal Colussi, Fundação Educacional do Menor, UPF em Assessoramento Construtivista, Notre Dame Municipal e Antonino Xavier, onde me aposentei. Aleluia!!!

Trabalhei em turmas pela ordem dos acontecimentos: multiseriada (de pré a 4ª série) todos na mesma sala, Jardim, Pré, 1ª série, 2ª série, 2º ano, 3ª série, 4ª série, 5ª série e 1º ano do 2º grau.

Sou professora por opção porque adoro o ato de ensinar e aprender, o convivio com as crianças sentir a mundança e o crescimento acontecendo no dia a dia, ser o elo mediador entre aluno e conhecimento desafiando e apoiando para que o processo de aprendizagem aconteça o mais rápido possível. A experiência da alfabetização é algo indiscritível, só experimentando para saber a delicia da magia que é “o ver acontecer”.

 

A educação é um processo contínuo que toma o homem sobre sua responsabilidade desde a infância até a morte.

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI
ATIVIDADES E PROJETOS