16.5.09

Como surgiram, afinal, os dias da semana? Os antigos romanos, baseando-se na galáxia (conjunto de estrelas), identificavam os dias da semana: Sol, Lua, Marte, Mercúrio, júpiter, Vênus e Terra, porém eles encaravam-na de uma forma mitológica, havendo algumas divergências devido eles acreditarem nos seus deuses, tradições e costumes. Em castelhano, o Domingo é Domingo, não havendo nenhuma diferença com o português. A palavra Domingo para os romanos se refere ao "Dominus", quando os romanos descansavam para venerarem seus deuses: ao Deus do Domínio, Deus do Sol, Deus do Brilho. O Sábado é o dia da Terra, mas para os romanos era o dia da ceia "Sabbata". Os soldados romanos retornavam às suas terras, as suas cidades e faziam o grande jantar com seus familiares. A sexta-feira era denominada de o dia de ouro porque os soldados recebiam seu pagamento em ouro, tanto que em castelhano, sexta-feira se diz "viernes" que significa Vênus, o mais "brilhante" (ouro também brilha) dos planetas que fica entre o Mercúrio e a Terra. A quinta-feira, os romanos dedicavam às flores (flos), às árvores. Em castelhano, quinta-feira é "jueves", o júpiter, o maior planeta do sistema solar e na mitologia grega é o pai dos deuses que é a natureza. A quarta-feira era o dia da água. Segundo a mitologia romana, Quarta era a mensageira dos deuses que trazia, a chuva. "Miercoles" que significa quarta-feira em castelhano, é o planeta Mercúrio que é o menor do sistema solar e o mais próximo do sol. A terça-feira era o dia em que os romanos dedicavam à deusa da guerra, ao fogo e em castelhano é "martes" que é o planeta Marte. A segunda-feira, os romanos chamavam-na de "dies lunae", dia da lua, o dia sereno, neutro.
A palavra "feira" vem do latim que significa "dia da festa", o dia em que eles vendiam mercadorias em lugar público. Atualmente ainda pode se ver essa tradição portuguesa no Brasil e em Portugal: segunda-feira nesse bairro, terça-feira naquele bairro e assim vai.
Domingo
Dia do Sol
Dominus (Deus do Sol)
Segunda-feira
Dia da Lua
Dies Lunae (dia sereno)
Terça-feira
Dia do Fogo
Deusa da guerra - Dia do Fogo
Quarta-feira
Dia da Água
Mensageira da chuva - Dia da Água
Quinta-feira
Dia da Natureza (árvore)
Flos, Dia das flores, da Natureza
Sexta-feira
Dia do Ouro
Dia do Ouro
Sábado
Dia da Terra Natal
Sabbata, ceia, terra natal

Posteriormente, o nome do Prima Feria foi trocado para Dominica Dies (Dia do Senhor), o que deu origem ao nosso Domingo.Outros idiomas ainda seguem a nomenclatura antiga (pagã) que utiliza os nomes dos astros.Isto faz com que os nomes em Português sejam os mais diferentes, devido ao fato da total utilização dos nomes católicos.Outro detalhe: ao ser traduzido para o Português, o "feria" dos nomes, que deveriam significar "feriado, férias" acabou sendo traduzido para "feira", ficando os nomes com o formato que conhecemos hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoro ler seu comentário! Beijos!

Eu sou Lúcia Martinelli

Minha foto

Eu sou Lúcia Martinelli, nasci em 28.06. Sou filha de Cândido Martinelli e Maria Grando, estudei em Passo Fundo RS, nas escolas Alfredo Pujol, Notre Dame, Joaquim Fagundes dos Reis e Cursei o 2º grau no Colégio Bom Conselho e o ensino superior na Universidade de Passo Fundo e fiz Pós –Graduação em Alfabetização Construtivista na UPF com o GEEMPA e conclui 1989. Hoje moro em Balneário Camboriú e estou fazendo todas as leituras que gostaria de ter feito e não tinha tempo para faze-las. Estou amando!

 

Trabalhei na Faculdade de Odontologia da UPF e fui secretária e auxiliar odontológico.

Exerci a função do magistério na rede particular de ensino, no Colégio Notre Dame por onde me aposentei e na rede municipal nas escolas Vidal Colussi, Fundação Educacional do Menor, UPF em Assessoramento Construtivista, Notre Dame Municipal e Antonino Xavier, onde me aposentei. Aleluia!!!

Trabalhei em turmas pela ordem dos acontecimentos: multiseriada (de pré a 4ª série) todos na mesma sala, Jardim, Pré, 1ª série, 2ª série, 2º ano, 3ª série, 4ª série, 5ª série e 1º ano do 2º grau.

Sou professora por opção porque adoro o ato de ensinar e aprender, o convivio com as crianças sentir a mundança e o crescimento acontecendo no dia a dia, ser o elo mediador entre aluno e conhecimento desafiando e apoiando para que o processo de aprendizagem aconteça o mais rápido possível. A experiência da alfabetização é algo indiscritível, só experimentando para saber a delicia da magia que é “o ver acontecer”.

 

A educação é um processo contínuo que toma o homem sobre sua responsabilidade desde a infância até a morte.

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI
ATIVIDADES E PROJETOS