24.5.09

Viena-Austria

Catedral de Santo Estevão
Não deixe de visitar a cripta, no subsolo da catedral, um conjunto de labirintos onde estão os restos mortais de membros da dinastia Habsburg e uma arrepiante montanha de ossos das vítimas da peste negra que assolou Viena. Saindo da Stephansdom, siga na direção do rio Danúbio, para caminhar um pouco e conhecer algumas construções e vielas da cidade antiga. Passe pelo Museu da Catedral, a charmosa rua Schonlaterngasse, a Academia de Ciências, e veja as pequenas e tranqüilas lojinhas e recantos que ainda parecem permanecer no século 18.

Catedral dedicada a Santo Estevão, pode ser considerada como o coração de Viena, bem na junção das principais áreas de pedestres, onde estão os melhores cafés, restaurantes e principais lojas da cidade. Sua construção data do século 13, quando em plena idade média, Viena era apenas uma pequena praça, chamada Am Hof. A torre de 137 metros de altura é o ponto mais alto da cidade. Seu telhado é formado por 250 mil azulejos vitrificados e seu interior possui uma valiosa coleção de esculturas artísticas.












O rio Danúbio (Donau, em alemão) banha diversas cidades da Europa, mas de alguma forma ele parece pertencer mais à Viena do que a qualquer outro local. Além do braço principal, que aparece na imagem ao lado, existem diversos trechos canalizados que envolvem a cidade. Mas quem tornou este rio para sempre associado à capital da Áustria foi o compositor Johann Strauss Filho. Foi em 1867 que ele apresentou o que viria a se tornar sua mais famosa obra musical, a valsa Danúbio Azul. Ironicamente a valsa no início foi considerada uma dança revolucionária e até mesmo indecorosa, porque permitia aos casais se tocarem ao dançar.
















Eu sou Lúcia Martinelli

Minha foto

Eu sou Lúcia Martinelli, nasci em 28.06. Sou filha de Cândido Martinelli e Maria Grando, estudei em Passo Fundo RS, nas escolas Alfredo Pujol, Notre Dame, Joaquim Fagundes dos Reis e Cursei o 2º grau no Colégio Bom Conselho e o ensino superior na Universidade de Passo Fundo e fiz Pós –Graduação em Alfabetização Construtivista na UPF com o GEEMPA e conclui 1989. Hoje moro em Balneário Camboriú e estou fazendo todas as leituras que gostaria de ter feito e não tinha tempo para faze-las. Estou amando!

 

Trabalhei na Faculdade de Odontologia da UPF e fui secretária e auxiliar odontológico.

Exerci a função do magistério na rede particular de ensino, no Colégio Notre Dame por onde me aposentei e na rede municipal nas escolas Vidal Colussi, Fundação Educacional do Menor, UPF em Assessoramento Construtivista, Notre Dame Municipal e Antonino Xavier, onde me aposentei. Aleluia!!!

Trabalhei em turmas pela ordem dos acontecimentos: multiseriada (de pré a 4ª série) todos na mesma sala, Jardim, Pré, 1ª série, 2ª série, 2º ano, 3ª série, 4ª série, 5ª série e 1º ano do 2º grau.

Sou professora por opção porque adoro o ato de ensinar e aprender, o convivio com as crianças sentir a mundança e o crescimento acontecendo no dia a dia, ser o elo mediador entre aluno e conhecimento desafiando e apoiando para que o processo de aprendizagem aconteça o mais rápido possível. A experiência da alfabetização é algo indiscritível, só experimentando para saber a delicia da magia que é “o ver acontecer”.

 

A educação é um processo contínuo que toma o homem sobre sua responsabilidade desde a infância até a morte.

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI

PROFESSORA LUCIA MARTINELLI
ATIVIDADES E PROJETOS